Clique para a página principal

Chico Buarque, por Chico Faria

Lista de discussão sobre samba e choro, estilos musicais brasileiros.
 Página principal » Tribuna Livre » Arquivo das mensagens » Indice mensal
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Autor: Sonia Palhares Marinho (soniapalhares_at_hotmail.com)
Data: Dom 28 Set 2003 - 09:10:32 BRT

http://www.tribunadaimprensa.com.br/

Chico Buarque, por Chico Faria

Foi ali, na Rua do Teatro, na frustrada tentativa de ir ao aniversário de
Aldir Blanc, no Centro Cultural Carioca, que cruzei com Ruy Faria. Enquanto
concordávamos que era melhor mudar de idéia, tão lotado estava o ambiente, a
voz mais saliente do MPB-4 me falou do CD do filho, que o acompanhava. Chico
Faria canta Chico Buarque poderia ser mera ação de amigos, como repetiu
Aldir num texto feito especialmente para apresentar o CD.

No mesmo dia, voltando para casa, pus o CD a rodar no equipamento do carro.
Depois, mais duas vezes, em casa, dividi-o com outras pessoas - e com
renovado prazer. São doze faixas sob o selo Click Cultural, algumas
decalcadas por gravações difíceis de serem superadas. Mas, que surpresa esse
Chico Faria, afinadíssimo e cheio de balanço! A começar pela seleção do
repertório, que escapa do óbvio em releituras muito interessantes de
"Vitrines", "Samba injuriado" (com participação do pai e da mãe, Cynara) e
"Biscate" (com Mariana Bernardes, creio que na melhor gravação desse samba
lindo - e ainda mais lindo por que fala de um Flamengo que encarava o River
Plate).

A terminar, pela ousadia de explorar, numa obra de centenas de hits, linhas
melódicas bem menos conhecidas, como Dura na queda (do disco Ela desatinou
nº 2, de 2000) e Leve (parceria com Carlinhos Vergueiro, gravação original
de Dorinha). O mais, disse-o bem o Aldir:

"Dirá um sujeito com temperamento similar ao do Palhares nelsonrodrigueano,
aquele que acendia guimba em círio de velório, que estou escrevendo a
respeito do filho de um amigo (é pra essas coisas) de toda a vida. É verdade
e me orgulho disso. Mas as interpretações, sutilezas, graves e agudos de,
por exemplo, "Samba do grande amor", "As vitrines", "Ilmo Sr. Ciro Monteiro"
(música antológica, injustamente esquecida, e redimensionada em
interpretação magistral de Chico Faria), Leve, Carolina, entre outras ao
gosto do ouvinte, defendem-se por si sós."

_________________________________________________________________
MSN Messenger: converse com os seus amigos online.
http://messenger.msn.com.br

_______________________________________________
Para CANCELAR sua assinatura:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/cancela
Para ASSINAR esta lista:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/assina
Antes de escrever, leia as regras de ETIQUETA:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/netiqueta

Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Este arquivo foi gerado por hypermail 2.1.4 : Dom 28 Set 2003 - 09:10:43 BRT