Clique para a página principal

Re: CD novo de Leci vai de Cartola a Jovelina

Lista de discussão sobre samba e choro, estilos musicais brasileiros.
 Página principal » Tribuna Livre » Arquivo das mensagens » Indice mensal
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Autor: Roberta Valente (robertavalente_at_bol.com.br)
Data: Qui 18 Set 2003 - 03:37:24 BRT

Quem já ouviu este CD? Eu confesso que não gostei muito, fiquei desapontada.
Pra não dizer que achei fraquíssimo, o que salva é Sofreguidão (Cartola e
Elton Medeiros), Saudação a Obá (autoria desconhecida) e o belo samba
Natureza Esperança (Marcelo D´Aguiã e Gilson Bernini), que adorei. Achei
essa música contagiante, me deu vontade de ouvi-la várias vezes. O resto,
sinceramente, muito fraco.
Contrariando o assunto deste e-mail, não descobri qual é a música de
Jovelina... Sangue Bom, citada no texto, é de Beto Correa e Lúcio Curvello.
Alguém mais desavisado diria que a música é de autoria de Jovelina. EStarei
louca?
abs,
Roberta

----- Original Message -----
From: "Sonia Palhares Marinho" <soniapalhares@hotmail.com>
To: <tribuna@samba-choro.com.br>
Sent: Tuesday, September 16, 2003 2:49 AM
Subject: [S-C] CD novo de Leci vai de Cartola a Jovelina

> Jornal Tribuna da Imprensa Online de 15.09.2003.
>
>
> http://www.tribuna.inf.br/
>
>
> Por: Roberto M. Moura
>
>
> CD novo de Leci vai de Cartola a Jovelina
>
> Leci Brandão é uma criatura especial, descobrem aqueles capazes de
> vislumbrar nela mais que a cantora e compositora. Essa mangueirense
> guerreira acaba de me proporcionar uma alegria: pediu-me que escrevesse o
> release do seu novo CD, tarefa que cumpri bem satisfeito dos rumos que vem
> imprimindo à sua carreira. Trechos do que escrevi, aí vão:
>
> "A participação de Leci Brandão nas transmissões dos desfiles
carnavalescos
> gerou reações às vezes irônicas causadas pela reiterada utilização do
termo
> comunidade. Mas basta um ouvido desarmado de qualquer preconceito deixar o
> laser fluir por sobre as dezesseis faixas de seu novo CD para que se tenha
> certeza de que o que poderia eventualmente ser ironia deve ser encarado
como
> algo real e verdadeiro.
>
> "Leci Brandão encarna e expressa em profundidade a gente e o lugar de onde
> emergiu como um valor popular de força ainda em ascensão e nem sempre
> devidamente dimensionada. No entanto, sua carreira já está fazendo trinta
> anos, se considerarmos como marco inicial a estréia com "Quero sim",
> parceria com Darcy da Mangueira que venceu o "Encontro Nacional do
> Compositor de Samba", em 1973, na interpretação de Renata Lu.
>
> "Coerente com essa estréia vitoriosa, Leci sempre quis, sim. Quis ser a
> primeira mulher a ser admitida na Ala dos Compositores da Mangueira
(1972).
> Quis chegar à universidade, apesar da infância pobre em Vila Isabel e
> Realengo (e, de fato, chegou a cursar Direito, na Universidade Gama Filho,
> em 1970). E quis, enfim, com todo o mérito, atravessar décadas
sobrevivendo
> exclusivamente do seu talento e da sua música.
>
> "Leci não decidiu ser assim. Ela é assim. O que faz, quando canta de graça
> nos presídios ou encampa projetos culturais municípios Brasil afora, não é
> uma opção política. É uma contingência existencial. Como cantar Cartola ou
> compor em parceria com o Afro Mandela, por sinal dois dos momentos de
> destaque deste novo CD (o samba "Sofreguidão", de Cartola e Elton
Medeiros,
> tinha apenas a gravação de Elton, em 1998, e reaparece robustecido pela
> participação de Carlinhos 7 Cordas; Negro Zumbi, de Leci, Valdilene e Afro
> Mandela, com criativa dinâmica no arranjo, é do acervo da própria Leci -
CD
> Anjo da Guarda, 1995, nos 300 anos de Zumbi dos Palmares).
>
> "Esse lançamento, produzido por Evaldo Santos, traz as marcas dessa origem
e
> dessa caminhada. Seria obrigação ou devoção, por exemplo, trazer Jovelina
> Pérola Negra de volta? - enquanto põe Sangue bom pra tocar, ela pergunta:
> "por que não se ouve mais a Jovelina no rádio?"
>
> "Marcelo D´Aguiã é um campeão de sambas-enredo na Mangueira. Leci
> perguntou-lhe pelo repertório de meio-de-ano. Em parceria com Gilson
> Bernini, ele mostrou Natureza esperança. Ela não resistiu e adverte:
> "preparem suas mãos para bater". Do mesmo modo, Neguinho Poeta foi a forma
> que a cantora achou de reencontrar-se com o repertório de Serginho Meriti,

> Bebeto e Carlinhos PQD) - com a regravação recuperando os bons tempos dos
> bailes do subúrbio carioca.
>
> "Há, ainda, Que tal seguir em frente (Douglas Sampa, Didi e Ede) e duas
> outras incursões de Leci ao seu próprio repertório ("Ousadia do olhar", do
> álbum Cidadã brasileira, de 1990) e "Vai ter que aturar", do elepê
> "Dignidade", de 1987). E, como vem acontecendo há anos, o trabalho se
> encerra com um canto de preceito. A Saudação a Obá reverencia um orixá
menos
> conhecido cujo maior sonho era conquistar Xangô. Reza a lenda, porém, que
> Obá cometeu um erro fatal. Foi aconselhar-se justo com Oxum - paixão maior
> do orixá da Justiça, regente desde 2003."

_______________________________________________
Para CANCELAR sua assinatura:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/cancela
Para ASSINAR esta lista:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/assina
Antes de escrever, leia as regras de ETIQUETA:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/netiqueta

Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Este arquivo foi gerado por hypermail 2.1.4 : Qui 18 Set 2003 - 03:32:22 BRT