Clique para a página principal

Re: Re: Re: Bolerento? era Zé da Velha etc.

Lista de discussão sobre samba e choro, estilos musicais brasileiros.
 Página principal » Tribuna Livre » Arquivo das mensagens » Indice mensal
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Autor: VValdemar Pavan (wpavan_at_uol.com.br)
Data: Sex 05 Set 2003 - 13:44:31 BRT

Também acho que você tem razão, é exatamente quando Aldir Blanc usa a
linguagem coloquial 'uisque com guaraná' que ele torna-se imbátivel, se
pegarmos o exemplo dos 3 discos autorais de Moacyr Luz, o parceiro mais
recorrente de Aldir Blanc: o disco que obteve maior projeção de público e
comercial foi Mandingueiro, que é um disco popular, de fácil assimilação,
sem papo cabeça, popular mesmo.

Na página do site cliquemusic você pode ouvir todas as faixas dos tres
discos de Moacyr Luz em sequência ( considere até Mandingueiro), lá você vai
notar que Moacyr Luz não gravou um único Samba em seu primeiro disco
(independente), todas as canções são pesadas, densas pra caramba e todas
oriundas da parceria Moacyr Luz/ Aldir Blanc, agora, também acho que tem
público para essa linguagem 'Zona Sul universitária' e estamos querendo
apenas que o cara escreva temas coloquiais para nos agradar, acontece que
quando ouvi João Bosco e Aldir Blanc pela primeira eu também era
universitário zona sul e nem por isso o trabalho deles era essa coisa cabeça
em que se transformou as composições de AB.

VV

Original Message From: "Daniel "Samambaia" Brazil" :

"A questão é que "Incompatibilidade de Gênios" é popular, cantável,
identificada com a linguagem que utilizamos coloquialmente. Ao escrever de
outra forma, o compositor se distancia do seu primeiro público, se
elitiza,passa a falar outra linguagem, para a Zona Sul universitária mesmo.
Será este o caminho? Vai contra tudo que o próprio Aldir proclama nas suas
crônicas, no seu comportamento, na sua paixão pelos botequins mais
vagabundos... Este distanciamento do popular também acontece quando enumera
personagens de ópera (Aria de Opereta), ou de pintura impressionista
(Impressionados).
A outra letra que enviaram, também parceria com o Guinga, parece coisa de
Carlinhos Brown. Incompreensível, cheio de pop-concretismos, sem aquele
humor característico de outros tempos. É claro que ele também escreve coisas
boas, como Anjo da Velha Guarda. O duro é ver que os fãs fecham os olhos (e
ouvidos) para as coisas ruins que ele tem cometido".

_______________________________________________
Para CANCELAR sua assinatura:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/cancela
Para ASSINAR esta lista:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/assina
Antes de escrever, leia as regras de ETIQUETA:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/netiqueta

Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Este arquivo foi gerado por hypermail 2.1.4 : Sex 05 Set 2003 - 13:51:19 BRT